Meu parto normal na China, por Bianca Christovão

A Bianca é colaboradora do blog e mora na China. Ela é mãe da Gabriella, que hoje comemora 1 aninho. Neste post ela fez um relato de como foi nascimento da sua filha.

 

Foto: arquivo pessoal.
Foto: arquivo pessoal.

Foto: arquivo pessoal.
Foto: arquivo pessoal.

Agora somos três na China!

Posso dizer que na verdade a China é um excelente lugar para ter e criar um bebê. Meu parto e gravidez foram tranquilos. O hospital com excelente atendimento, infraestrutura e bem limpo.

Na gravidez, fui para o Brasil quando estava com 4 meses de gestação e voltei com 6. Correu tudo bem.

Mas vamos falar do parto, então:

Primeiramente, quero dizer que meu parto foi num hospital internacional (Shanghai United Family). Minha médica era americana e a parteira enrolava até um espanhol. No momento do parto havia em torno de 4 a 6 pessoas ajudando e auxiliando, todas muito bem preparadas.

A cidade onde moro fica a aproximadamente 100 km de Xangai, que é onde esta localizado o hospital.

Então, como de costume nas últimas semanas tinhamos consulta todo final de semana. Numa sexta-feira fomos para Xangai porque no sábado tinhamos consulta de 38 semanas de gestação. Nessa consulta descobrimos que eu estava com 3 cm e meio de dilatação. A médica falou para nem voltamos para casa. “Beleza! Um, no máximo 2 dias meu neném nasce”, pensei. Ok, ficamos num hotel próximo ao hospital e só nos restava esperar. Eu tinha dores, mas nada muito forte. Na terça-feira consulta de novo e eu não tive nem meio cm a mais de dilatação. A médica então sugeriu induzir o parto (médico aplica ocitonina, hormonio que intensifica a contração). Como estávamos fora de casa, meu marido precisando trabalhar em outra cidade, o bebê no tempo de nascer e nós super anciosos para ver nossa pequena, aceitamos induzir. O combinado foi caso ela não viesse antes, seria no dia 4 de julho (notem que a médica é americana e ficou feliz com a data hehehe). Só pra registrar minha alimentação antes do parto: o último jantar foi joelho de porco e o último café da manhã foi no Mc Donald`s. Pode isso?

Perfeito, na manhã de quinta-feira, dia 4 de julho de 2013 (dia mais lindo do ano hehehe), eu e meu marido felizes, tentando manter a calma fomos para o hospital. Aproximadamente às 9 horas fomos para sala de parto (detalhe: minha intenção inicialmente era não tomar anestesia peridural). Conhecemos o quarto, os enfermeiros, parteira, organizamos tudo. Às 10 horas a parteira estoura minha bolsa. Logo após começa as doreeeees (my God que dores heim!). Senti uns 10, 15 minutos de dor e (ok  pode parar com essa brincadeira) pedi peridural. Nossa, 10 minutos depois eu só pensava: “Santa peridural!”. Curti meia hora minha peridural e então começa o trabalho de empurrar o bebê. A médica avisava o momento e eu: forçaaa!! Fiquei quase 1 hora e meia fazendo força. Nossa, que exausta que estava! Mas eis que então surge o choro mais esperado. Minha boneca Gabriella nasceu, linda perfeita, com 3.440kg e 51cm. A partir desse dia, que com certeza foi o mais emocionante de minha vida, somo três aqui do outro lado do mundo.

Nossa Gabriella é brasileira nascida na China.

 

PS: meu parto não foi muito chinês, mas é como muitos estrangeiros por aqui fazem, devido a língua. Minha primeira consulta de gestação foi em um hospital chinês. Gostei do hospital, mas o sistema deles é uma especie de produção: fila para tirar sangue, escutar batimento, ecografia e assim vai. No máximo 10minutos a consulta com todos os exames. E os primeiros 3 meses eles nem consideram gravidez de verdade. Só ganha carteirinha de neném depois do quarto mês. ”

 

2 comentários em “Meu parto normal na China, por Bianca Christovão

  • outubro 28, 2014 em 6:21 pm
    Permalink

    Olá, Bianca!!! Que emoção ler seu post sobre a chegada da Gabriela. Me chamo Andressa e sou enfermeira, “militante” dos partos normais…ansiosa por viver esse momento lindo da maternidade. Fiquei muitíssimo feliz em saber que é possível experienciar a maternidade de forma mais humanizada em meio a tanta diferença cultural da China. Bom Bianca, sou recifense, mas atualmente moro em Angra dos Reis -RJ. Meu marido irá trabalhar pela Petrobrás na cidade de Nantong agora em janeiro e eu irei acompanhá-lo. A previsão é de passarmos uns 3 anos. Ele fala inglês e nada de mandarim. Eu sou professora universitária mas só arrisco bem a leitura em inglês, não a conversação.Vi sua descrição de ter morado em Nantong e imagino que de alguma forma você possa me ajudar, pois estou BEM preocupada com a comunicação e opções de ocupação para mim. Gostaria muito de me engajar em algum tipo de curso do idioma por aí, ou trabalhar como voluntária cuidadora… gostaria de me sentir útil e produtiva durante esse período. Gostaria de saber se você acha válido que inicie o mandarim por aqui em minha cidade? Se você saberia nos recomendar outros brasileiros que pudessem nos ajudar nessa temporada? Poderia contar com seu apoio e dicas Bianca? Fico aqui na torcida. Se preferir podemos nos falar por e-mail ou rede social (facebook).

    Agradeço desde já sua atenção.
    Parabéns por sua princesa.
    Um abraço

    Resposta
  • julho 16, 2017 em 11:12 am
    Permalink

    olá Bianca moro na china a 4 meses, gostaria que explicasse como são os pagamentos das despesa hospitalar?

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *