Freiburg, Alemanha

Nosso casal de amigos que moravam em Möhnensee agora estão em Freiburg. E no começo de julho, fomos até lá para o aniversário da minha amiga Sheila.  Além de nos esbaldarmos numa festa de brasileiros (com direito a negrinhos, branquinhos, coxinhas, risoles), demos uma volta pela cidade para conhecê-la.

Com minhas amigas Sheila (aniversariante) e Fernanda.
Com minhas amigas Sheila (aniversariante) e Fernanda.

As delícias da festa. Fotos: Sheila Coelho
As delícias da festa.
Fotos: Sheila Coelho

Um pouco da história da cidade

Freiburg é banhada pelo Rio Dreisam e fica ao lado da Floresta Negra, no estado de Baden-Württemberg. A catedral da cidade (chamada em alemão de: Freiburger Münster ou Münster Unserer Lieben Frau) foi construída entre o ano de 1200 e meados do século 16. Freiburg Münster é uma das poucas igrejas góticas que foram concluídas na Idade Média, incluindo a torre. Além disso, a igreja sobreviveu quase intacta as inúmeras guerras, especialmente as duas guerras mundiais.

A catedral.
A catedral.
A catedral.
A catedral.
Parte antiga da cidade ao lado da catedral.
Parte antiga da cidade ao lado da catedral.
Parte antiga da cidade ao lado da catedral.
Parte antiga da cidade ao lado da catedral.

IMG_2808

Depois de 1697, o domínio sobre a cidade foi disputado por França e Áustria. Até que em 1745, os austríacos expulsaram os franceses e tomaram Freiburg. No século 19 a cidade cresceu e se tornou centro econômico e político, no lado leste do Alto Reno.

IMG_2805
Tampa do bueiro da cidade.

IMG_2806 IMG_2804 IMG_2803 IMG_2790 IMG_2802

Hoje, cerca de 200 mil pessoas vivem na cidade, incluindo cerca de 30 mil estudantes que frequentam Universidade de Freiburg.

 

Voltando ao passeio

Fomos passear no Schlossberg (castelo da montanha) de onde é possível ter uma vista linda da cidade. Com a conquista da cidade pelos franceses (estes tomaram a cidade dos austríacos no século 17), foi construída uma fortaleza a qual passou a ser chamada de Schlossberg. Esta fortaleza foi destruída, mas o lugar manteve o seu nome.

Parte da subida pode ser feita pelo bondinho e o restante é caminhando pela Floresta Negra, até a torre Schlossberg Tower.

IMG_2791 IMG_2792 IMG_2793

Caminhando até a torre pela Floresta Negra.
Caminhando até a torre pela Floresta Negra.
A cidade rodeada pela Floresta Negra.
A cidade rodeada pela Floresta Negra.

Agora….vou falar a parte real do passeio. Eu morro de medo de altura. Mas como eu subi até a torre, não tinha como escapar de não subir na torre. São 153 degraus até o alto (e mais uns 10 para quem for corajoso quiser ir um pouco mais). A torre balança com o vento e eu não via a hora de descer. Ok, subi tirei fotos e já fiz o que tinha que fazer. Desci em seguida, com náuseas e morrendo de medo.

A torre.
A torre.

IMG_2801

O tanto de degraus para subir.
O tanto de degraus para subir.
A vista vale a pena.
A vista vale a pena.

IMG_2545

Louca para descer, mas antes preciso registrar o momento de coragem (aham!!)
Louca para descer, mas antes preciso registrar o momento de coragem (aham!!)

E a volta para casa foi um achado que o GPS nos proporcionou. Viemos pela Floresta Negra. O caminho é maravilhoso meeeeesmo. O meu problema foi estar dirigindo e achar que meu marido fosse tirar as fotos para mim. Ele dormiu, eu fiquei sem as fotos (consegui uma que preste das duas que ele tirou) e quase teve separação. 😛
Quero passar de novo por alí e aproveitar mais do lugar.

IMG_2816
A única foto descente do caminho de volta.

 

 

Informações turísticas de Freiburg, clique aqui.

Informações sobre o bondinho do Schlossberg, clique aqui.

Dicas: a saída do bondinho é do Stadtgarten.  Nós estavamos de carro e estacionamos na Karlsbaugarage. Informações sobre estacionamentos, clique aqui.
Para quem estiver na estação e for de ônibus, procure as linhas que passam na parada Stadtgarten (é nela que você tem que descer).
Para quem usar o Stadtbahn (bonde), pode pegar as linhas 1, 3 ou 5 até Stadttheater, e deste ponto pegar o ônibus linha 27 (descer na parada Stadtgarten).

 

 

 

2 comentários em “Freiburg, Alemanha

  • julho 1, 2014 em 4:56 pm
    Permalink

    Ana obrigada pela presença de vcs👍👍esqueceu de mencionar o carrapatinho hehehe …adorei e como sempre vc é fera nos posts …tenho que vir mais vezes aqui e ficar mais atenada 😉parabéns e se alguém precisar de uma guia turística é só me contratar hahahhahahah bjs

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *