Algumas curiosidades sobre a vida na Suíça

Algumas coisas me chamaram a atenção logo que chegamos aqui e resolvi fazer uma lista. São coisas que gosto, outras diferentes do Brasil e outras que não me atraem. Mas como percebi que faz parte da vida na Suíça, resolvi listar.

Supermercado:
– Você pesa os produtos que quer comprar no setor de frutas e verduras. E também embala os produtos no caixa (coloca na sua sacola retornável). Isto quer dizer, você também é ponta de caixa aqui na Suíça.

– Sempre encontramos promoções no mercado, do tipo: compre 2 leve 3. Levando 6 unidades ganha 20% de desconto (isso muito utilizado com bebidas). Por causa disso o pessoal usa bastante carrinho de compras, aqueles fechados que a gente puxa e leva as compras para casa.

Os produtos vendidos em embalagens fechadas (fonte: http://www.coopathome.ch)
Os carrinhos de compras (Fonte: www.revistamundoeco.com.br)

– Existe sabão líquido para roupa. Sei que existe no Brasil agora, mas quando cheguei aqui isso era novidade para mim. E vendem até embalagens de 5 litros.

– Os produtos possuem data de validade e também data limite para serem vendidos. Isto facilita para o consumidor que compra o produto e ainda tem um certo tempo para consumi-lo.

Casa:
– Deixar os sapatos na entrada de casa é comum. Aqui no prédio as sapateiras dos vizinhos fica no corredor, em frente a porta do apartamento. Confesso que o odor, nada agradável, fica no ar. Ao sair de casa, prenda a respiração até chegar no térreo.

– Por não entrarem de sapatos dentro de casa, há várias opções de sapatos para usar dentro de casa. Tão lindinhos! Dá vontade de comprar vários.

– Beber água da torneira não é problema. Aqui, só temos água torneiral. O que acho ruim é que a água daqui tem muito calcário. E isso significa que a pia, jarra elétrica e cafeteira precisam ser limpadas com freqüência. Senão o calcário toma conta, cria uma camada que depois vai desprendendo e soltando pedacinhos de calcário no café, comida….

– Você não vai encontrar jogo de lençol como no Brasil. Aqui eles vendem uma capa para o edredon e as fronhas para os travesseiros. O lençol de baixo é vendido separado. E para se cobrir é somente o edredon mesmo, por isso que sempre vem a capa. Nada de outro lençol por cima.

Os jogos de lençol (Fonte: www.tobler-interieur.ch)

Educação:
– Moramos na parte alemã do país. Porém, aqui eles falam o alemão suíço. Isto quer dizer que você pode saber falar alemão, mas se a criatura fala com você em alemão suíço, duvido que entenda metade da conversa. Na escola eles aprendem o alemão da Alemanha (o chamado hochdeutsch) , mas para eles o alemão suíço é a língua daqui. Mas tudo bem, eles falam o hochdeutsch ao perceberem que é estrangeiro. Sem problemas.

– No Brasil aprendemos que limpar o nariz é algo que precisa ser feito discretamente. Aqui, basta o frio chegar (e não sair mais, diga-se de passagem) que eles limpam o nariz onde estiverem. Puxam o lenço e fazem aquele barulho que parece que está saindo o pulmão junto. E já vi limparem o nariz na própria mão. Juro!! Um cara no trem fez isso, na minha frente. Ainda bem que eu não o conheço e não precisei cumprimentá-lo. Então, por sugestão, se você for pegar a mão de um suíço para se apresentar, lembre-se que ele pode ter limpado o nariz com ela. Seja bem europeu nestas horas, mantenha distância e cumprimente com a cabeça.

– Os suíços são sim muito educados. Mas quando dão para serem grossos, eles se superam. Minha amiga, que já foi embora para o Brasil, foi ofendida por um motorista de ônibus. O motivo: ele achou que ela era a razão da porta do ônibus não fechar. E se a porta não fecha, ele não consegue andar com o ônibus. Foi só chegarmos na estação que este motorista começou a gritar com ela. E eu, bem idiota, fiquei completamente sem reação. Sabe quando tu não acredita que a cena está acontecendo? Não consegui falar nada para ele, nem mandar calar a boca. A sorte que teve um rapaz que falou com o motorista e defendeu minha amiga, porque eu não servi para nada. Depois disso, nunca mais aconteceu esta situação chata. Pelo menos nunca mais vi com outra pessoa. E se isso acontecer comigo, deixa para mim que estou vacinada!

30 comentários em “Algumas curiosidades sobre a vida na Suíça

  • março 1, 2011 em 5:11 pm
    Permalink

    Oi Lulu,
    Lendo a sua narrativa lembrei de alguns costumes que minha avós e minhas tias alemães tinham e tem… como por exemplo não entrar em casa de sapato, ter sua própria sacola de compras. São hábitos que nós perdemos e o da sacola na marra temos que readotar.
    Quanto ao cara do ônibus… essa não é a Luiza que eu conheço…rs… o cara devia ser muito maaauuuu.
    Ah, e quanto ao nariz, a gente pula tá…rs Lembra do técnico alemão na copa? Que tirou e ainda comeu…urrrr
    bjs Ro

    Resposta
    • março 2, 2011 em 2:33 pm
      Permalink

      Ro….pois é….as tuas avós é que são sábias. A da sacola de compras eu lembro da minha infância. Minha mãe também tinha uma. Que coisa né?? Mudamos e não percebemos quando isso começou!! Eu pelo menos não lembro.
      Sobre o motorista, realmente, não era eu. Guria….me irrita só de pensar que fiquei como uma pasmada, sem fazer nada. Travei mesmo.
      E do nariz…hahaha pois então….o pessoal aqui aproveita tudo mesmo!!! hahahaha

      Beijos,

      Resposta
  • março 1, 2011 em 6:08 pm
    Permalink

    Aninha!!!Que histórias…choquei com a limpeza…do nariz…eeecaaa…Tiram os sapato para entrar em casa e limpa o nariz na mãe!!!kakakaka…esssa foi boa!!!
    Beijos, Lu

    Resposta
    • março 2, 2011 em 2:35 pm
      Permalink

      Lu….essa do nariz é brabo. Na época da gripe suína, tinha até cartaz nos ônibus dizendo para a gente limpar o nariz num lenço. E se não tivesse lenço era para limpar na manga do casaco….hahaha sério!!! isso é verdade, não tô mentindo. Pena que agora passou essa função de gripe suína e neste inverno não teve este tal cartaz. Mas se eu achar na internet, te mando.
      Beijos,

      Resposta
  • março 2, 2011 em 1:26 am
    Permalink

    em termos de educação: colocar os sapatos na entrada, assoar nariz igualzinho…

    e no resto: casa, supermercado, idem.

    Resposta
  • março 18, 2011 em 2:03 am
    Permalink

    Oi Ana!!

    Fui testemunha desse hábito de assoar o nariz pra td mundo ouvir na Suíça!! É deplorável!!! iihihi…
    Mesmo com isso, acho a Suíça incrível, principalmente a cidade de Lucerna (Luzern, em alemão), parece uma maquete!! hihi

    Beijos!

    Resposta
    • março 18, 2011 em 8:15 pm
      Permalink

      Natália, realmente é de chorar esta mania deles hahaa mas claro que isso não tira o brilho dos lugares bonitos daqui 😉
      Beijos

      Resposta
  • agosto 19, 2011 em 5:15 am
    Permalink

    oi eu morro qui em ariquemes rondônia no corração da amazônia do brasil, e aqui estamos fazendo ja pelo quarto ano uma festa chamada festa das nações, uma festa que meche com nossa cidade de aprox 100,000 habitantes, uma festa conssagrada ao SENHOR JESUS, onde servimos comidas típicas de várias naçôes, minha barraca ira representar a SUÍÇA estaremos servindo aqui o crepe suíço que é um suceço.

    Resposta
    • agosto 19, 2011 em 7:43 am
      Permalink

      Olá Altair,
      sucesso na festa das nações. Mas sobre a origem do crepe, ele não é suíço, apesar de ter no nome. Ele na verdade é francês.

      Abraços,

      Resposta
  • agosto 25, 2011 em 10:13 pm
    Permalink

    Ola Ana,

    Muito interessante as curiosidades que você nos apresentoum meus parabéns!
    Em janeiro de 2012 estarei indo conhecer a Suíça mais precisamente em Zurich, e tenho algumas curiosidades:

    -Como os brasileiros são tratados, existe preconceito? O tipo de tratamente depende da zona em que se esteja?
    -Sendo estrangeiro, como ficam as ofertas de empregos?

    Desde já agradeço suas informações!

    Resposta
    • agosto 26, 2011 em 3:08 pm
      Permalink

      Olá Ygor,

      obrigada pelo seu comentário no blog.
      Sobre as suas perguntas, posso dizer o seguinte:
      1) somos bem tratados aqui. Nunca sofri nenhum tipo de preconceito. Os suíços são educados, mas não espere que eles sejam amáveis como nós brasileiros. Você percebe a diferença maior é com a parte italiana da suíça. Lá o clima e as pessoas são mais parecidas com os do Brasil. Fora isso, não vejo outras diferenças nas regiões.
      2) a área de engenharia é uma que contrata bastante por aqui. Mas ultimamente eles estão restringindo um pouco a liberação dos vistos de trabalho. Se você tiver cidadania de algum país europeu, pode ajudar. Mas outras áreas de trabalho que não seja a engenharia, não saberia te dizer como estão as ofertas de emprego. Depende muito da empresa que você manda o currículo. Geralmente elas colocam em seus sites as vagas que estão oferecendo.

      Resposta
  • agosto 26, 2011 em 4:14 pm
    Permalink

    Ana, muito obrigado pelas suas informações!

    Resposta
  • agosto 18, 2013 em 10:51 pm
    Permalink

    estou graduando , em História, tenho irmã que mora em La-chaux -de founds. Sera uma bou aventurar por lá, apesar de não ter nada na minha area por lá
    Wilson

    Resposta
  • outubro 1, 2013 em 10:10 pm
    Permalink

    Mas cá entre nós eles podem ser Suíços, mas nunca deixaram de ser europeus, né… srsrsr (não são muito limpinhos…rs)

    Resposta
  • novembro 29, 2013 em 8:27 am
    Permalink

    Oi Ana,
    defendendo um pouco eles, acho que voce generalizou muito a historia de limpar nariz, nunca vi disso, pode ser que seja os mais rudes, e deles nao serem muito limpos nao sei nao, tem muito Pais por ai que as pessoas nao se limpam, mas vai da higiene pessoal de cada um, e nao da nacionalidade, acredito ate que indiano, alemao e frances sejam piores.A grosseria do motorista do onibus, eu tambem ja vi acontecer, inclusive muita falta de paciencia no coop ou migros, mas se voce for ver a maioria eh “iugo” cidadao do leste europeu e nao suiço suiço…Quanto a serem mais secos com certeza, nao se compara com o brasileiro, mas depois de morar em 3 Paises, agora estou na Australia, vi que muitas pessoas adoram fazer festinha para dar um oi, como a maioria do brasileiro que se torna seu melhor amigo em 1 semana, mas as vezes eh o que mais fala mal de voce pelas costas…Suiço eh dificil de se aproximar de verdade e querer fazer amizade, mas quando sao amigos sao verdadeiros, assim como os japoneses. abraços 🙂 Patricia

    Resposta
    • novembro 29, 2013 em 11:14 am
      Permalink

      oi Patricia,
      no caso de limpar o nariz, já presenciei muito suíço sim fazendo isso. E no trabalho do meu marido, onde todos os colegas dele são suíços, fazem direto. E não são nada rudes. È deles mesmo, natural. Eu já me acostumei tanto que agora faço também. 🙂
      Depois de um tempo, sei reconhecer a pronuncia da pessoa que está falando e dizer se ela é daqui mesmo ou não. Então, nos meus casos, foram suíços sim. Mas claro que tem muita gente legal. As situações desagradáveis foram poucas. Posso dizer que sou bem tratada aqui e me sinto bem.

      Abraços para vc,

      Resposta
  • dezembro 1, 2013 em 2:16 pm
    Permalink

    Oi Ana
    a respeito de assoar o nariz SEM PAPEL eh estranho…Nos meus 7 anos ai NUNCA vi algo assim e ate assustei, e foi isso que eu falei que aconteceu, pode ter sido de povo mais “rude”.
    Eu tambem trabalhei com suiços, meu marido eh suiço e ele riu muito disso, mas quanto a assoar o nariz na rua COM PAPEL eh verdade e, para mim tambem foi diferente porque, como voce disse, na nossa cultura fazemos mais discretamente, mas cada lugar tem cultura diferente e na China, por exemplo, eles cospem no chao como se fosse a coisa mais normal, argh nojento…
    Quanto a pronuncia ser fluente, podem ter nascido na Suiça e serem fluentes em suiço alemao, mas a familia pode ser de outro Pais, nao necessariamente suiço, entao fica dificil julgar que um suiço a distratou….mas que bom que voce e seu marido se adaptaram por ai…a gente mora em outros Paises e acha sempre que a grama do vizinho eh mais verdinha… C’est la vie ! Tudo de bom, abraços Patricia

    Resposta
    • dezembro 1, 2013 em 2:52 pm
      Permalink

      Desculpa se não fui clara no post, mas não falei que a pessoa assoou o nariz na roupa. Ela limpou depois de espirrar. Assoar eu só vi com lenço e o tradicional barulho! 😉

      Resposta
  • dezembro 4, 2013 em 10:57 am
    Permalink

    Se voce for pegar a mao de um suiço….voce generaliza, poderia ser qualquer nacionalidade sem higiene… “Puxam o lenço e fazem aquele barulho que parece que está saindo o pulmão junto. E já vi limparem o nariz na própria mão. Juro!! Um cara no trem fez isso, na minha frente. Ainda bem que eu não o conheço e não precisei cumprimentá-lo. Então, por sugestão, se você for pegar a mão de um suíço para se apresentar, lembre-se que ele pode ter limpado o nariz com ela. Seja bem europeu nestas horas, mantenha distância e cumprimente com a cabeça.” Nunca disse roupa, disse sem papel…e voce tambem assim escreveu! cuidado quando voce escrever coisas negativas sobre um Pais ou cultura, as vezes magoam pessoas sem querer…generalizar culturas eh bem delicado. Patricia

    Resposta
  • março 14, 2014 em 4:05 pm
    Permalink

    Olá Luiza, que bom que achei o seu blog. Vou me mudar para St.Gallen em breve (3 ou 4 meses) e apesar de já ter visitado para conhecer a familia do meu noivo estou morrendo de medo. Apesar de já ter morado sozinha nos Eua (onde o conheci) é muito novo. Principalmente o alemão que me assusta muito ! Tenho medo de não me adaptar sou de São Paulo e o frio nunca foi meu amigo. Qual a principal dica que você teria para mim ?

    Resposta
    • março 14, 2014 em 6:01 pm
      Permalink

      Oi Rebeca,
      sobre o frio, te digo que passei mais frio no RS do que aqui. A grande diferença fica por conta da calefação, nossa amiga que está nos transportes, lojas e casas. Claro que temos dias bem frios, mas existem roupas próprias para as temperaturas baixas daqui. Vc verá que temos muitas opções para nos agasalharmos.
      Sobre o alemão, ela é uma língua que assusta. Mas não é impossível de aprender. Sugiro que faça um curso de alemão quando chegar. Vc vai se sentir mais a vontade falando a língua local. Mas não tenha pressa. Aprender alemão requer paciência e persistência. Demora, mas a gente aprende. Fique tranquila.

      Vc ja morou fora do Brasil, então sabe que nem tudo são flores nesta vida de expatriado. O importante é não deixar o medo ser maior que a vontade de ser feliz. OK?

      Beijos e seja bem vinda à Suíça. Se precisar de mais alguma coisa, pode perguntar.

      PS: posso te adicionar num grupo de brasileiras e blogueiras da Europa, no facebook? Tem bastante gente que mora aqui e que esta chegando agora também, como vc.

      Resposta
      • setembro 11, 2017 em 2:34 am
        Permalink

        Boa noite! tudo bem?

        Estou me programando para me mudar para Bern. Esse grupo ainda existe? Eu gostaria de ser integrante dele.
        PS: Estou adorando seu blog!

        Resposta
  • agosto 9, 2015 em 7:52 pm
    Permalink

    Oi Ana, meu nome é Leandro Stoliar e sou repórter do Jornal da Record em SP. Gostaria de entrar em contato com você para uma reportagem. Pode me passar seu e-mail? Abs
    Leandro

    Resposta
  • outubro 29, 2015 em 12:29 pm
    Permalink

    ouvi dizer que na suiça nao tem policial é verdade?

    Resposta
  • fevereiro 27, 2017 em 12:55 pm
    Permalink

    A Suiça deve ter coisas bem mais interessantes do que pessoas assoando o nariz na rua. Todos os países têm pessoas mal educadas, é claro, e a civlizada Suiça não é excessão…Mas no Brasil, a falta de educação e respeito em todos os níveis, não é excessão, é a regra e se tem tornado cada vez pior! Os jovens então, depois do Estatuto do Menor, têm-se tornado insuportavelmente mal-educados e fazem questão disso: É uma geração perdida! Mas, o brasileiro tem fama no mundo todo de ser um povo desordeiro e que não respeita as leis, tal como fazem em seu próprio país. Todos os comentários que li aí foram feitos por mulheres e aí… já viu, né?

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *