Relato do meu parto – parte 1

Eis que o dia 16 de setembro de 2015 chegou (data marcada para minha cesária). Às 11h eu estava no hospital (horário determinado pelo hospital em carta que eles enviaram com as informações de internação). Entrei pelo setor de emergências, passei pelo setor administrativo que cuida da baixa dos pacientes e lá a funcionária me deu as pulseirinhas que seriam usadas por mim e pelo Lukas, e mais uma pasta com os dados da minha internação.

Depois segui para o Gebärabteilung (que na tradução ao pé da letra seria setor de nascimentos). Lá fui recebida por uma parteira e levada para um quarto.  Ela colocou o soro em mim e fez o Cardiotocografia para monitorar as contrações e batimento cardíaco do Lukas. E assim fiquei na espera, junto com meu marido, até minha cesária acontecer, às 14h. Neste tempo de espera recebi a visita do médico que fez a cesária e de toda equipe médica que participou. Ele também fez um ultrassom para saber a posição do Lukas na minha barriga e o tamanho dele. E nem nesta hora, pronta para ganhar meu bebê, eles deixam de mencionar os riscos de uma cesária. O médico citou todos os problemas que eu poderia ter durante o parto, mais uma vez. Depois, para descontrair, ele perguntou de onde a gente era do Brasil. Falamos que éramos no sul e ele logo perguntou se éramos de Floripa. ÓÓÓ…..cara de espanto minha e do meu marido. Falamos que já moramos em Floripa e o médico disse que tem amigos na praia do Rosa, onde passou férias uma vez! Na hora pensei: “então, tamu tudo em casa, né?!”

Ok…depois disso, começaram a me preparar para me levar para a sala cirúrgica. Uma enfermeira trouxe roupas para o meu marido usar, caso ele assistisse o parto. Maaaaas como ele não teve coragem de assistir ao da Ana Julia e durante a gestação do Lukas ele também comentou que não queria ver, então jurei que ele não participasse. Ele aceitou as roupas e deixou em cima de uma mesa. Foi então que enquanto o anestesista aplicava a anestesia em mim, uma enfermeira chegou e disse que meu marido já viria (isso já na sala de cirurgia). Que ele estava trocando de roupa. Na hora pensei: “Acho que ela confundiu com algum outro pai ali fora”. E minutos depois aparece meu marido….juro que não acreditei. Mas fiquei muuuito feliz.

Olhei ao redor da sala e vi que a equipe estava formada (eram umas 6 pessoas). Ao lado da maca estava uma enfermeira e atrás dela aqueles cobertores com alumínio. Ela ficou ali, a espera. E pude ver que ela estava a postos se caso algo de ruim acontecesse comigo.

Neste momento a enfermeira que ficava monitorando meus sinais vitais começou a conversar comigo e logo percebi que eles iriam começar a cesária. E assim, meu coração disparou e eu só conseguia rezar para controlar minha ansiedade. Olhando as luzes no alto da sala e esperando pelo choro do Lukas. A enfermeira fazia carinho em mim, no meu cabelo. Marido ficava conversando comigo tentando disfarçar aquele misto de medo e alegria. E o anestesista ficava me dizendo que estava indo tudo bem. E quando eu achava que estava chegando logo o momento de ver o rosto do Lukas, eis que começam a fazer força em cima da minha barriga para meu filho nascer. Eu me assustei, senti a dor subir pelo meu peito e ir para os meus braços. Na hora pensei o pior. Algo de ruim aconteceu com meu filho, porque não passei por isso na cesária da Ana Julia.

Em alguns segundos (que para mim foram uma eternidade) escutei o choro do meu bebê. Senti um alívio. Mas logo a enfermeira pegou ele e levou para examiná-lo. Não trouxeram para perto de mim e ela chamou meu marido para acompanhá-la. Comecei a chorar. Chorei muito. Rezei mais ainda!!! A enfermeira do meu lado sorria para mim e acarinhava minha cabeça. “Meu Deus….se ela está sorrindo para mim é porque está tudo bem!”, pensei. Na verdade eu queria era acreditar muito que tudo estava bem. E eu esperei…..esperei trazerem meu filho e aquela angustia ia me consumindo. Mas eu não tinha coragem de perguntar se realmente tudo estava nos conformes.

Então, depois de tanto cuidar a porta da sala da cirurgia, vejo meu marido vindo com nosso filho no colo. Ele sorria….e o sorriso dele me deu a paz que meu coração tanto queria. Foi quando ele se aproximou e me disse:“Ele é grandão!”. Chorei…chorei e chorei. Meu marido colocou o Lukas perto do meu rosto. O anestesista e a enfermeira tiraram as amarras dos meus braços. Pude abraçar meu filho e dizer tudo o que eu esperei para falar a ele. Disse que o amava, que o esperei e deseje ele demais!!!! Agradeci a Deus por tanta felicidade, pela saúde do meu filho!

IMG_5436

Enquanto isso, a cirurgia estava sendo finalizada. Depois voltei para a sala onde fui preparada para o parto. Lá fiquei em observação até que voltasse a sentir minhas pernas. Duas enfermeiras super atenciosas vinham me visitar a cada meia hora com um spray. Aplicavam o spray na perna até meu tronco, para saber a quantas andava a anestesia. E assim foi até eu ser liberada para ir para o quarto.

No dia seguinte, recebi a visita do médico que fez a cesariana e perguntei logo o motivo que eles fizeram força na minha barriga (para saber o por que do susto!). Ele disse que era um procedimento normal, que facilita a saída do bebê sem que ele precise introduzir a mão para dentro do útero para puxá-lo. Ufa…melhor assim!

Fiquei no hospital por 5 dias. Super normal ficarmos internadas pós cesária entre 5 e 6 dias. Saí do hospital sem os pontos e com o leite começando a descer. Mas isto é assunto para um outro post. Vou contar aos poucos como foram meus dias no hospital.

*Lukas nasceu no Kantonsspital em Baden, dia 16 de setembro de 2015, às 14h 23min, com 3.700kg e 49cm.

IMG_5435

Se quiser ler mais sobre maternidade, veja estes posts aqui:

A família vai aumentar!
O primeiro trimestre da gestação
Meus cuidados na gestação
O segundo trimestre da gestação
Meu chá de bebê
Minha gestação no Brasil x Minha gestação na Suíça
Preparação para o parto
Terceiro trimestre da gestação 

*************************************************************

Aproveite para acompanhar o Pelo Mundo Blog pelas redes sociais:

Facebook
Twitter
Google +
Instagram

7 comentários em “Relato do meu parto – parte 1

  • fevereiro 24, 2016 em 10:57 am
    Permalink

    Ai Aninha chorei contigo…que emoção! Muita saúde para o Lukas!!! Mil felicidades para vocês! Beijos para todos e um bem doce para o “grandão Lukas”!!!

    Resposta
  • fevereiro 24, 2016 em 10:58 am
    Permalink

    Adorei Ana!!!
    Me emociono muito com relatos de parto.
    beijo grande

    Resposta
  • fevereiro 24, 2016 em 3:32 pm
    Permalink

    E eu e o Sérgio sofrendo aqui a espera de notícias… Mas quando vimos nosso menino nos apaixonamos logo de cara, assim como somos apaixonados pela Ana Júlia.

    Resposta
  • fevereiro 24, 2016 em 6:03 pm
    Permalink

    Nossa lindo mesmo!!! Chorei também ao ler!!! Muita emoção mesmo!!!
    e de grandão não é de você né? beijo a família!!!

    Resposta
  • março 3, 2016 em 4:10 pm
    Permalink

    Querida, parabéns pelo seu pequeno. Muito feliz por ler sobre a chegada de mais um bebê saudável ao mundo, mas um pouco decepcionada com o atendimento obstétrico na Suíça. Gostaria de te fazer algumas perguntas sobre o atendimento, posso? Beijos.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *