Preparação para o parto – Suíça

Eu já tinha comentado no post do meu segundo semestre de gestação que minha médica me encaminharia para uma cesária. Na consulta de 30 semanas, ela disse que faria o meu encaminhamento para o hospital (tanto para avisar que estou grávida e que desejo ganhar meu filho lá, quanto para informar que farei cesária).

Aqui na Suíça, o obstetra que acompanha a gestante, em seu consultório, é quem avisa o hospital/clínica de que a grávida deseja ganhar seu filho lá. Como se fosse uma apresentação. O médico informa de quantas semanas a gestante está e o hospital envia, por correio, formulários para preencher e informações importantes para a futura mamãe. Eu escolhi o hospital cantonal em Baden (KSB), por ser o mais próximo da minha casa e por ter UTI neo natal (caso seja necessário). Mas tem quem escolha pelas clínicas ou Geburtshaus. As Geburtshaus são exclusivas para quem vai ter parto normal. Eles possuem uma estrutura para receber o bebê e hospedar a mãe igual ao do hospital, porém sem a UTI neonatal e sem médicos. Somente parteiras (as chamadas Hebammen).

Na mesma semana que fui na minha obstetra, recebi os documentos do hospital por correio. Vieram informações de como registrar o bebê no cartório da cidade, formulários para preencher com informações sobre plano de saúde e sobre minha gestação. Veio também uma carta com data e horário para uma consulta com uma obstetra no hospital. Esta consulta foi dia 25 de agosto. Nela, a médica fez um ultrassom, viu que está tudo bem com o Lukas e depois começou a perguntar sobre minha primeira gestação e sobre a atual. Ela informou que as cesárias são marcadas, pelo menos, 10 dias antes da data provável do parto (que o ultrassom informa). E aqui, uma diferença enorme com o Brasil. Eu que tentei parto normal com a Ana Julia e acabei sendo encaminhada para uma cesária depois, não ouvi nada dos riscos que poderia correr. Simplesmente fui para a cesária e pronto. Aqui eles informam TUDO o que de ruim pode acontecer comigo, fazendo uma cesária. Além disso, ela também comentou o tempo que levaria para ela ser realizada e todo o “protocolo” de levar o bebê para a mãe ver, depois encaminhá-lo para avaliação médica e limpeza, trazer para a mãe novamente na sala de recuperação. Falou do pós operatório e tempo que ficarei no hospital (entre 5 e 6 dias). A médica me pediu desculpas por falar tanto coisa ruim que pode ocorrer, mas que aquilo era um procedimento que ela deveria realizar.

Documentos que recebi do hospital.
Documentos que recebi do hospital.

Depois desta conversa “animada” com a obstetra, fui encaminhada para o setor de anestesia. Lá conversei com uma anestesista e preenchi um formulário sobre minha saúde (se eu fumo, se consumo álcool, se tenho problema cardíaco, se tenho alergia, quais medicamentos estou tomando…). Ela também falou sobre TUDO de ruim que pode acontecer comigo durante o parto (caso dê problema com a anestesia aplicada na coluna, eles farão anestesia geral), falou de situações de emergência durante o parto e seus procedimentos, das reações do pós parto….bastante coisa e nada agradáveis. Ela também me pediu desculpas por falar isso tudo, mas como a gineco também tinha dito, fazia parte do procedimento do trabalho dela. Depois verificou minha pressão arterial e coletou um pouco do meu sangue. A anestesista também me deu um remédio para tomar na noite anterior ao parto. Este medicamento vai ajudar a deixar o ácido do estômago mais “baixo”, evitando um refluxo durante a cesária.
Ah….ela falou também do pré operatório, do jejum…essas coisas.

Tá, mas e se eu sentir as contrações antes da data marcada para o parto? A obstetra falou que é para eu ligar antes para o hospital e avisar que estou indo. Assim eles podem preparar a equipe médica para quando eu chegar e ser encaminhada para a cesária.

Dias depois desta consulta no hospital, recebi uma carta deles informando oficialmente a data do parto e tudo explicadinho de como eu devo proceder ao chegar lá (devo ligar para eles um dia antes para saber que horas eu preciso estar no hospital no dia do parto e que minha entrada será pelo setor de emergência, onde terá uma parteira a minha espera).

Abaixo eu cito as informações que recebi do hospital:

– quais os documentos preciso enviar para eles antes do parto (eles mandam um envelope com selo já pago pelo hospital). Neste caso é um formulário com os dados da mãe, pessoa de contato em caso de emergência e tudo sobre o plano de saúde (inclusive o do bebê, caso já tenha). Isso para que eu dê entrada no hospital sem ter que passar pela burocracia do setor administrativo, no dia do parto.
Isso no Brasil eu tive que passar. Tendo contração e esperando a funcionária fazer o meu registro no sistema do hospital;

– ao dar entrada no hospital eu preciso levar dois formulários: um com perguntas sobre a minha gestação atual (e também sobre a primeira), que forma eu desejo ter meu parto: na banheira ou não (em caso de parto normal), quantos kilos eu engordei na gestação (isso é bullying com a mãe, hei??), medicamentos que eu estou tomando, etc. O outro documento que entregamos é sobre o bebê (com nome completo, nome dos pais) para que seja feito o registro dele no hospital e, posteriormente, para que possamos registrá-lo no cartório daqui;

– todos os documentos que preciso ter para registrar o Lukas no cartório aqui. Como marido e eu somos estrangeiros, precisamos de: nossas certidões de nascimento e de casamento (sendo que as certidões não podem ter data superior a 6 meses. Solicitei para os cartórios do Brasil cópia atualizada, via email), estas certidões traduzidas para o alemão (pedi tradução para um tradutor no Brasil), cópia dos nossos passaportes e vistos de residência. Estes documentos é porque não temos filhos registrados aqui.

tudo o que se refere sobre os dias que ficarei no hospital, como: horários de visita, horário em que os médicos/pediatras passam no quarto para avaliarem mãe e bebê, horários das refeições, o que preciso levar de roupa e higiene pessoal para mim. Neste caso, calcinhas descartáveis e absorvente pós parto eles fornecem. Para o bebê, preciso levar somente roupas para quando sair do hospital. Durante os dias de internação, o hospital tem as roupas, fraldas e tudo o que o Lukas precisar usar.

PS: se eu fosse fazer parto normal, teria consulta semanal com a parteira no hospital, a partir das 36 semanas. Como farei cesária, terei minha última consulta 2 dias antes da cesária, no consultório da minha obstetra (quando estarei com 39 semanas).

Lembro que estes procedimentos foram do hospital cantonal de Baden. Podem mudar de hospital para hospital.

Se quiser ler mais sobre maternidade, veja estes posts aqui:

A família vai aumentar!
O primeiro trimestre da gestação
Meus cuidados na gestação
O segundo trimestre da gestação
Meu chá de bebê
Minha gestação no Brasil x Minha gestação na Suíça 
*************************************************************

Aproveite para acompanhar o Pelo Mundo Blog pelas redes sociais:

Facebook
Twitter
Google +
Instagram

20 comentários em “Preparação para o parto – Suíça

  • setembro 1, 2015 em 9:09 pm
    Permalink

    Que frio na barriga hein?!
    Vai dar tudo certo! Boa hora pra vocês!
    A data marcada é segredo ou pode dizer?
    Beijos Carol

    Resposta
    • setembro 1, 2015 em 10:25 pm
      Permalink

      Oi Carol, a data não é segredo. Eu esqueci de colocar no post 😁. Está marcada para dia 16/09. Beijos e obrigada pelo carinho

      Resposta
      • setembro 2, 2015 em 1:23 pm
        Permalink

        Cabeça de grávida no final da gravidez é assim mesmo rsssssss se você esqueceu só isso tá ótimo! Na minha primeira eu esqueci a carteira num banco (banco de sentar) num shopping e na segunda eu sem querer apaguei todos os contatos da agenda do celular! Descanse bem agora nesse finalzinho! Beijão Carol

        Resposta
  • setembro 2, 2015 em 1:39 am
    Permalink

    Boa sorte para a mamãe e o bebê.

    Resposta
  • setembro 2, 2015 em 2:33 am
    Permalink

    Que legal Ana, adorei!!! Que Deus continue abençoando vc e sua família querida! E que o Lukas chegue cheio de saúde!!! 🙂

    Resposta
  • setembro 2, 2015 em 8:03 am
    Permalink

    Ana que delicia!!! Em 15 dias o pequeno chega!!! Lukas!!! Mas 5 a 6 dias no hospital Quantos tempo!!! Tudo de muito bom pra vcs!!!!!!!!!!

    Resposta
    • setembro 2, 2015 em 10:24 pm
      Permalink

      Falta pouco, Ana. O tempo de hospital é padrão. Eles esperam vc se recuperar bem da cesária e também descansar pra poder voltar pra casa. Beijao

      Resposta
  • setembro 3, 2015 em 12:22 pm
    Permalink

    Barrigão lindoooo!!! Beijocas Aninha e tudo de bom!😘😉

    Resposta
  • setembro 13, 2015 em 1:35 pm
    Permalink

    Oi Ana, nossa gostei muito do post. Achei bem completinho o cuidado que eles tem e a pontualidade de resolver as coisas para que dê tudo certo para a gestante e o bebê. Bom parto e que venha seu pequeno Lukas com muita saúde. Como li a matéria com pouco de atraso, pode ser que quando ler esse comentário ele já até tenha nascido. Então seja bem vindo pequeno Lukas….rs
    Felicidades.

    Resposta
    • setembro 14, 2015 em 11:12 am
      Permalink

      Oi Vitor Hugo, adorei seu comentario. Cheio de carinho! Muito obrigada!
      Ele ainda não chegou, mas logo estará na área.
      Abraços,
      Ana

      Resposta
  • outubro 28, 2015 em 3:40 pm
    Permalink

    Olá!
    Gostei bastante do seu post. Mesmo você e seu marido sendo estrangeiros, seu filho conseguiu a nacionalidade suíça?

    Obrigada

    Resposta
    • outubro 31, 2015 em 2:05 pm
      Permalink

      Oi Livia, nacionalidade suíça só é dada aos bebês que são filhos de suíços (pai e mãe/ só o pai ou só a mãe). Para filhos de estrangeiros é preciso esperar 10 anos morando aqui ininterruptamente.

      Abraços.

      Resposta
  • novembro 12, 2015 em 6:15 pm
    Permalink

    Parabéns pelo bebê! Por curiosidade, na Suíça a gestante pode escolher que tipo de parto quer fazer (normal/cesárea)? Outra perguntinha (indiscreta), quanto custa em média um parto cesárea na Suíça?

    Resposta
    • março 14, 2016 em 10:52 pm
      Permalink

      Fernanda, desculpa…só achei seu comentário agora. Vi que estava no spam! 🙁
      Sim, vc pode escolher que tipo de parto quer fazer. No meu caso foi cesaria por indicação médica.
      Eu não sei te dizer quanto
      Custa uma cesaria aqui. Mas eu chuto que seja em torno de 20 mil francos, só a cesaria. Fora os dias de internação.

      Resposta
      • outubro 29, 2016 em 6:48 pm
        Permalink

        Hallo!! Parabens pelo filhote. Mas seu Plano de saude pagou Tudo ?? Mesmo sendo cesareana programada o seguro paga?? Bjsss

        Resposta
        • outubro 30, 2016 em 10:42 pm
          Permalink

          Olá, sim…meu plano pagou tudo porque eu tinha escolhido a opção de ter meu filho num hospital ou clínica particular, o que me dava a liberdade de escolher cesaria ou não. E também porque foi indicação da minha gineco, pois minha gestação foi de risco.
          Algumas amigas minhas já me falaram que quem escolhe o parto é a mãe e o seguro tem que pagar. Mas não sei se todos os planos cobrem se vc não pagar a mais por isso, como eu fiz.
          Beijos

          Resposta
  • Pingback: Relato do meu parto – parte 1 – Vida na Suíça, Viagens e Maternidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *