Parque do Pequeno Príncipe – França

Depois que uma amiga minha viu que andei por Strasbourg e Colmar, ela mandou um link para mim sobre o Parque do Pequeno Príncipe. E ela leu meus pensamentos (obrigada Mel!), porque eu estava pensando em ir de novo para aqueles lados. Este parque foi inaugurado no início de julho e fica ao norte da cidade de Mulhouse (em Ungersheim), na França, perto da fronteira com a Suíça e a Alemanha.

Captura de Tela 2014-07-21 às 17.40.51

Como o lugar ainda é novo e também porque fomos em dia de semana, uma quinta-feira, tinha pouca gente por lá. Por conta disso, as filas para os brinquedos eram pequenas.

O parque não é grande. Para crianças até uns 10 anos ele é legal. Eles fazem a propaganda dizendo que tem 31 atrações, só que algumas, como o Jardim das Borboletas, é um espaço com as espécies de borboletas que existem na França. Nada de brincar ou mexer. Mais para conhecimento, mesmo. Na entrada de cada brinquedo tem um quadro para saber o tamanho da criança. Dependo do tamanho, ela entra ou não. Se entra, eles podem ver se ela pode ir sozinha ou não.

IMG_3562 IMG_3536 IMG_3539

IMG_3540

Filme 3D dando as boas vindas, na entrada do parque.
Filme 3D dando as boas vindas, na entrada do parque.

IMG_3542 IMG_3543

Saint-Exupéry, autor do livro do Pequeno Principe, foi piloto de avião (assim como o personagem principal do livro). E por isso, boa parte dos brinquedos são em relação a voos, altura.

Para começar, fomos no Aerobar (L’aérobar du Buveur). Eu que já falei como tenho medo de altura, fui cheia da coragem para agradar a Ana Julia. E achei mesmo que não seria problema. Maaaaas, este brinquedo são cadeiras ao redor de uma mesa que sobre 35 metros. O detalhe (sórdido) é que você fica sem apoio para os pés, deixando eles soltos. Quando ele começou a subir, me bateu o desespero. Minha amiga Ligia (que também levou o filho dela de 11 anos) estava do meu lado e eu quase deixei a mão dela roxa de tanto apertar. Nunca me arrependi tanto de ir num brinquedo. E já prometi: “algo deste tipo, nunca mais!!!”

IMG_3563
O tal Aerobar (L’aérobar du Buveur) onde eu jurei nunca mais andar.

Mas enfim….passado o susto e finalmente depois de termos descido, fomos em frente para aproveitar o resto do parque.

Pelo calorão que estava fazendo, fizemos uma pausa maior no Planeta Submerso (Planète Sous-Marine). Na frente dele tem um “chafariz” para as crianças brincarem. Ao lado desta atração fica o espaço para pic nic.

IMG_3547
Planeta Submerso (Planète Sous-Marine).
IMG_3546
Planeta Submerso (Planète Sous-Marine).
Espaço para pic nic.
Espaço para pic nic.

IMG_3550 IMG_3551 IMG_3552 IMG_3549

A capa do livro em vários idiomas.
A capa do livro em vários idiomas.

IMG_3545

Tirolesa.
Tirolesa.
O jardim da Rosa.
O jardim da Rosa.

IMG_3561

Deixamos para o final o passeio de balão. O balão na verdade é preso a um cabo de aço e sobe até 150 metros. Este sim foi tranquilo. Sem sustos e sem pânico. Ele não balança e a gente fica seguro dentro do balão. Quem não gosta de altura, não se preocupe. Pode ir sem medo de ser feliz.

IMG_3555 IMG_3556 IMG_3559 IMG_3558 IMG_3557 IMG_3560

O que foi legal:

– o parque fica no meio do nada, por isso coloquei no GPS o nome da cidade Ungersheim (que é o endereço que tem no site do parque). Mas na cidade a sinalização para o lugar não é boa. Ela vai melhorando a medida que a gente vai chegando perto do parque. Por isso, não se assuste porque você consegue chegar;
– o estacionamento é gratuito;
– 2 balões que são presos por um cabo de aço e que sobem 150 metros de altura, de onde você consegue ver boa parte da região da Alsace;
– um espaço com mesas e bancos, embaixo das árvores, onde a gente pode fazer pic nic;
– um “chafariz” para as crianças brincarem e se refrescarem nos dias mais quentes;
– no final do dia os sanduíches estavam com 50% de desconto.


O que não foi legal:

– a maioria dos funcionários não falam outra língua além do francês. Como eu não falo francês (só sei falar que não sei falar francês), vocês imaginam o quanto de mímica eu tive que fazer;
– como tudo ainda é novo, as funcionárias da lancheria demoraram para atender as pessoas. Uma não conseguia registar o desconto de 50% do sanduíche na hora que fui pagar e a outra estava atrapalhada para encontrar os produtos no balcão;
– o dia estava muito quente (32 graus) e certos brinquedos não tem sombra alguma, principalmente onde fica a fila.
O site do parque é este aqui.

 

7 comentários em “Parque do Pequeno Príncipe – França

  • julho 21, 2014 em 8:40 pm
    Permalink

    Oi Ana, adorei a dica. Vou ver se vou com Patrick lá. Quando fizerem estas empreitadas, se for dia de quarta, me chame também!! Beijos, Fabi

    Resposta
  • maio 8, 2015 em 4:44 am
    Permalink

    Amei seu blog! Eu sonho com esse mundo mágico! E vou realizar esse sonho! Minha monografia é sobre o Pequeno Príncipe! Meu quarto tem ele por todos os lugares . . . Você é felizarda em morar na Europa, quem sabe um dia eu tbm more? Enfim, fico feliz de verem pessoas felizes, então, fico feliz por vc! Namastê!

    Resposta
  • setembro 28, 2015 em 3:11 pm
    Permalink

    Sou frequentador assiduo do parque por viver proximo dele… apenas para clarificar o que nao foi legal:
    – a maioria dos funcionários não falam outra língua além do francês.
    -> todos os cartazes estao em ingles, alemao e frances. No restaurante todos falam ingles e, caso va para orlando, veras q eles tbem nao falam nenhuma outra lingua que nao seja a do pais :).
    – como tudo ainda é novo, as funcionárias da lancheria demoraram para atender as pessoas.
    -> isso nao mais ocorre. Apenas quando o parque esta muito cheio no fds que percebo algo do tipo. A Maioria dos franceses levam comida pra fazer picnic pelo parque. Este ano tbem abriu uma lanchonete de hamburguer dentro de um aviao que desafogou o restaurante.
    – o dia estava muito quente (32 graus) e certos brinquedos não tem sombra alguma, principalmente onde fica a fila.
    -> o parque possui varias sombrinhas espalhados inclusive com som ambiente. Apenas os baloes tem uma fila um pouco maior e em dias de muito calor eles instalan umas sombrinhas moveis, mas sim, vc vai pegar um sol na careca. Protetor solar nela!

    Resposta
  • junho 24, 2017 em 4:55 pm
    Permalink

    Pretendo passar um dia lá antes de ir pra Viena. É fácil ir de trem ou acham melhor de avião?
    Alguma dica de trajeto?
    Obrigada

    Resposta
    • junho 24, 2017 em 5:15 pm
      Permalink

      oi Lilian, o parque fica bem afastado. Para vc ter noção de distancia, ele fica a 15 km da estação de trem de Mulhouse e 4 km da estação de Bollwiller (estas duas cidades ficam na França). Do aeroporto da Basileia – Mulhouse, o parque fica a 40km. Então, caso vc deseje ir no parque, precisará alugar um carro para chegar até ele.
      OK?

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *