Zecken, um perigo escondido

Esta semana a família toda se vacinou. Eu levei a Ana Julia na consulta dos 5 anos e a pediatra sugeriu que ela tomasse vacina contra o Zecken, além da outra que a idade exige. O Zecken é um carrapato e a espécie mais comum encontrada pela Europa é a Ixodes rícinos. Esta espécie pode ser vetor de doenças como a meningite e a encefalite. Com a chegada do verão, todo mundo quer aproveitar os dias de sol. Por conta disso, fica fácil encontrar o Zecken por gramados e florestas. Nussbaumen (onde a gente mora) faz parte da região que tem o risco mais alto de encontrar o carrapato.

Mapa das áreas de risco.
Mapa das áreas de risco.

A vacinação para crianças ocorre a partir dos 6 anos. Mas como prevenção, a pediatra disse que a Ana Julia já poderia tomar este ano e que nós também deveríamos tomar. São 3 doses da vacina que devem ser tomadas no período de 1 ano. O reforço acontece a cada 10 anos. A partir de 60 anos este período de reforço deve ser encurtado.

Além da vacina, é possível apelar para repelentes. Geralmente as escolas e creches pedem que os pais utilizem ou deixem com eles o repelente. Assim eles podem passar nas crianças e sair com elas para os parques.

Repelente contra o carrapato.
Repelente contra o carrapato.

Ano passado a Ana Julia “pegou” um carrapato. Estava embaixo no braço. Portanto, quando seu filho chegar em casa, faça uma vistoria geral durante o banho. Cabelo, pescoço, orelhas, embaixo dos braços, virilha e atrás das pernas são geralmente os lugares que o Zecken costuma ficar. Com a mão pode ser ruim de tirar, porque ele gruda mesmo. Então sugiro utilizar uma pinça para facilitar a retirada dele.

IMG_1165

O bom mesmo é prevenir para poder aproveitar cada dia de sol que vem por aí! E sem preocupação!

 

Você pode encontrar informações sobre o Zecken aqui.

6 comentários em “Zecken, um perigo escondido

  • abril 9, 2014 em 11:35 am
    Permalink

    Sem dúvidas que se prevenir é o melhor remédio! Eu só soube que isso existia ano passado quando fomos fazer trilha e minha sogra falou que deveríamos nos proteger com um creme e não deixar partes das pernas à mostra. Fiquei super com medo, pois pelo que li é realmente perigoso. Ótimo post informativo!

    Resposta
    • abril 10, 2014 em 9:34 am
      Permalink

      Tudo pra podermos aproveitar o verão tranquilos né Ana?
      Beijos

      Resposta
  • abril 10, 2014 em 2:57 pm
    Permalink

    Oi Ana, tudo bem?
    Muito interessante o seu post!
    Só uma dúvida: para tomar esta vacina é necessário que seja solicitado por um médico ou todos podem tomar?
    Obrigada
    Abs
    Priscila

    Resposta
    • abril 10, 2014 em 4:54 pm
      Permalink

      Oi Priscila, como não existe posto de saúde aqui, vc vai precisar falar com o seu médico de família ou clínico geral e pedir a vacina. Pelo menos foi assim que eu fiz.
      Mas vc pode ligar para o consultório do seu médico e perguntar, pq na verdade não precisa de consulta. Só de um horário para vc receber a vacina e quem aplica é a recepcionista/assistente.

      Abraços
      Ana

      Resposta
  • junho 3, 2014 em 10:53 pm
    Permalink

    Ana, até tinha esquecido de comentar que tinha tomado a primeira dose da FSME no final de abril. Meu marido tinha me falado, mas eu não dei a devida importância e ele acabou marcando a consulta dele sem a minha – até ler este post seu, que é bem claro e informativo; rapidinho pedi para ela marcar a minha também.
    No começo de Maio, fomos andar numa trilha nas margens do Wallensee e um inseto que parecia um carrapato desses “caiu” no meu pescoço – senti na hora e tirei, mas se não tivesse tomado a vacina, eu teria pirado.
    Na semana que vem vamos andar de perto de Rapperswil até Uster. Acabei de ver no seu mapa que parte da trilha está na regiao de alto risco.

    Ontem foi dia de tomar a segunda dose. Me sinto mais tranquila agora, mas estou com uma fascinação mórbida pelo mapa agora (vai passar) – percebo que já andamos em várias trilhas em regiões de alto risco.

    Muito bom esse seu post. Obrigada. Pode ter me salvado de problemas graves de saúde.

    Resposta
    • junho 5, 2014 em 6:09 pm
      Permalink

      Sueli, que bom saber que vc se vacinou. Assim é mais tranquilo para fazer as trilhas né? E quando a pediatra da Ana Julia mostrou o mapa para mim, fiquei doida também!!! hahaha
      Beijos

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *