Como descartar móveis e afins – Suíça

Se você estiver caminhando e de repente encontrar uma TV, armário, vaso de flor na frente de alguma casa ou prédio e ainda tiver colado um papel escrito “grátis” ou “zu mitnehmen”, aproveite.  Se algum dos produtos for do seu agrado, pode pegar e levar. Não há uma regra para este descarte. Mas o correto mesmo é seguir as orientações da prefeitura de onde você mora e ver onde pode descartar o que não precisa mais.

A gente comprou um colchão novo e a loja que nos vendeu até levava o nosso velho. Mas nos cobraria 100 francos para isso. Para não “perder” este dinheiro, fui até a prefeitura e falei que queria descartar um colchão velho. Na hora a funcionária entregou um selo e disse que o recolhimento era feito toda quinta-feira. Era só deixar na frente do prédio e o custo seria de 10 francos. Olha que maravilha! E foi assim que nos livramos do colchão. Super prático e sem rodeios.

O selo da prefeitura
O selo da prefeitura

O problema mesmo é quando um vizinho, ou por ser desinformado ou por preguiça mesmo, resolve descartar este tipo de coisa de forma errada. Mês passado deixaram justamente um colchão na frente do prédio, mas sem o selo da prefeitura. Pensa que foi recolhido em seguida? Choveu, nevou, saiu sol e o colchão ali. Afinal, foi descartado de forma errada e ninguém é tão desesperado para pegar um colchão usado e naquele estado. Não sei quem foi que levou, mas depois de um bom tempo ele sumiu.

Essas são as últimas coisas que descartaram perto do lixo.
Essas são as últimas coisas que descartaram perto do lixo.

É possível se “livrar” de tudo o que você tem. Seja por descarte, seja por venda. Já falei neste post aqui sobre o site Ricardo. Nele já vendi e comprei. Mas tem outro site que é o Ricardolino e neste você pode vender também (com a diferença de que você não paga as taxas que tem no Ricardo) e você pode anunciar algo que queria doar. Super prático e tenho certeza que sempre tem alguém precisando de algo. Esse tipo de comércio é comum aqui.

Então, se você quer mudar a decoração da sua casa e não quer gastar muito (ou nada), dê uma olhada nestes sites que citei e aproveite as ofertas!!!

PS: existem outros sites deste mesmo perfil do Ricardo, mas eu nunca usei. Mas para quem deseja conhecer, veja abaixo os links.

Tutti
Anibis
Locanto

6 comentários em “Como descartar móveis e afins – Suíça

  • dezembro 11, 2013 em 12:56 pm
    Permalink

    Ana, adoro essa organização que alguns países da Europa tem. Lembro de que quando morava no Brasil eu tinha um vizinho que descartava absolutamente tudo na rua. Dava uma raiva de ver aquilo, porque deixava a rua toda suja. Aqui a gente paga, mas vê o resultado!
    Beijos.

    Resposta
    • dezembro 13, 2013 em 7:45 pm
      Permalink

      Também adoro Vânia. Facilita demais o nosso trabalho quando quer se livrar de algo. Uma pena que no Brasil, pelo menos nas cidades onde morei, não tinha nada parecido. Espero realmente que mude, ou que tenha mudado algo, em relação a isso. Beijos

      Resposta
    • dezembro 13, 2013 em 7:47 pm
      Permalink

      Acho muito legal isso Raquel. Não se torna um problema ambiental no final das contas. Acaba mesmo facilitando a vida da gente.
      Abraços,

      Resposta
  • julho 29, 2014 em 8:52 pm
    Permalink

    Só uma pergunta… o que a Prefeitura faz com o colchão recolhido? Pensando ambientalmente… o fato de recolher, não quer dizer que o destino seja ambientalmente correto. Gostaria de saber, realmente, como é feito o descarte de espumas na Suiça. Obrigada.

    Resposta
    • julho 31, 2014 em 5:35 am
      Permalink

      Oi Carol, eu não sei te informar o que a prefeitura faz com o colchão que recolhe. Mas acredito que eles façam sim um descartar ambiental correto. Os suíços se preocupam muito com isso. Abraços,

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *