Quando saber uma segunda língua é praticamente defesa pessoal

Chego eu na ginástica da Ana Julia e vamos para o ritual de trocar a roupa antes que saia a turminha do horário anterior. Estava eu bem tranqüila quando chega uma pirralha de uns 6 ou 7 anos gritando comigo. Como ela me pegou distraída, até achei que nem tinha sido eu o motivo da fúria dela. E então deixei pra lá e continuei arrumando minha filha.
Mas ela foi mais enfática e me deu um puxão no braço e começou um diálogo desse jeito:


– “Você pegou o meu lugar!”
– “O quê?”
– “Você está no meu lugar e estas são minhas coisas. Onde estão os meus tênis? Você pegou meus tênis!!!!!”
– “Não peguei seus tênis. Procure que você vai encontrar.”
– “Você está no meu lugar!”
– “Primeiro: mais respeito comigo. Segundo: Fale baixo. Terceiro: Está escrito seu nome aqui?”
– “Não!”
– “Ótimo! Então este lugar não é seu. Eu preciso de espaço e suas roupas estão aqui.”
– “Onde estão meus tênis?”
– “Procure! Você deveria saber onde eles estão!”

Nesta hora ela achou os tênis embaixo do banco. Pegou rápido e saiu furiosa.
Petulante pra caramba!

E neste momento, veio uma mãe (indiana) e começou a falar em alemão com outra mãe. Ela reclamava que o filho dela foi machucado pelo filho desta mulher. Mas a mãe do menino agressor fez como se fosse surda. Não prestava atenção. Foi quando a indiana ficou indignada e perguntou se ela falava alemão. Ao mesmo tempo veio a professora fazer queixa do menino para a mãe. Jogou um deutsch pra cima dela e ela nem tchum! A professora então perguntou se ela falava inglês. E a resposta também foi não!!
Daí, pra piorar a situação da mãe (porque mesmo que ela não entendesse alemão e inglês, ela percebeu que o filho dela fez bobagem) a professora grita pelo corredor perguntando se alguém falava albanês. A única língua que a mulher entendia.

Ninguém se apresentou para ser interprete e então a professora resolveu falar em alemão com o menino. Não sei o que ele aprontou, mas ela disse que se ele fizer de novo, não vai mais para a aula dela. E ainda disse para ele contar para os pais o que aconteceu. O que eu duvido que ele faça.

Duas situações que envolvem saber uma língua. É a forma de defesa que a gente tem. Juro que se fosse eu no lugar da mãe albanesa, minha autoestima iria lá pro chão.

estudando_3

O lado bom é que isso me motiva a estudar mais o alemão. Nem pensar passar de novo situações como estas e eu precisar dizer algo e não conseguir! Porque partir pros tapas ainda é forte demais!! 😛

Mas independente da língua que você escolher estudar, o importante é conseguir se expressar. Principalmente nos momentos de tensão. E pode parecer estranho, mas quando eu fico p… da vida, meu alemão sai que é uma beleza!!!

12 comentários em “Quando saber uma segunda língua é praticamente defesa pessoal

  • outubro 31, 2013 em 2:15 pm
    Permalink

    Ana, muito bom!!! Muito booomm!!! Certeza que a mãe desse piá endiabrado falava alemão, inglês … e estava entendendo tudo o que se passava ali!! É daquelas que encobre os erros do filho e não corrige quando tem que corrigir!!
    Beijooo (sempre lendo seus posts).

    Resposta
    • outubro 31, 2013 em 4:56 pm
      Permalink

      Olha Carol, não sei se ela realmente sabia outra língua. Pq eu já vi outras mães que não sabiam também e nem estavam numa situação como esta.
      Mas enfim….de resto é continuar estudando né? 🙂
      beijão

      Resposta
  • outubro 31, 2013 em 3:27 pm
    Permalink

    coitada dessa mãe, sem saber outra língua e ainda com essas duas pestes! rsrs

    Resposta
    • outubro 31, 2013 em 5:55 pm
      Permalink

      Chris…sorte da mulher que a menina não era filha dela. Só o menino. Mas esta menina que me encheu o saco já é meio problema. No verão passado a gente viu ela encrencar com umas crianças na piscina. Uma mala!!!

      Resposta
  • novembro 4, 2013 em 5:27 pm
    Permalink

    Tô louca pra chegar nesse nível de sueco onde eu poderei mandar uma meia dúzia de pessoas às favas rs! Realmente saber uma segunda língua é uma defesa e um remelexo também! 😉
    Beijos

    Resposta
    • novembro 4, 2013 em 6:00 pm
      Permalink

      Na verdade o meu alemão é o suficiente para conseguir se virar. Mas ainda quero aprender mais Vânia.

      Resposta
  • novembro 13, 2013 em 5:37 pm
    Permalink

    Eu cheguei em Julho, e estou comendo os livros p/ tentar aprender rapido, porque ja estou cansada de fazer cara de paisagem. Na verdade, com frances e Ingles eu me viro, mas nao é a mesma coisa que olhar nos olhos falando alemão.
    Abracos

    Resposta
    • novembro 14, 2013 em 10:33 am
      Permalink

      Malu….vou te adicionar num grupo no facebook com brasileiras e blogueiras na Europa. ok?
      Abraços,

      Resposta
  • novembro 17, 2013 em 8:52 pm
    Permalink

    Ana antes de ir a suíça vc já falava alguma coisa em alemão? Se tudo der certo estarei morando aí no próximo ano mas como não falo nenhum outro idioma, complica tudo. tem dicas para iniciantes? rs abraços.

    Resposta
    • novembro 18, 2013 em 1:33 pm
      Permalink

      Menina…eu não falava NADA de alemão. Aprendi tudo aqui. Se vc achar melhor, faça um curso de alemão no Brasil. Quando vc chegar, já terá uma noção e poderá entrar em um nível mais avançado no curso de línguas aqui.
      Abraços,

      Resposta
  • abril 27, 2014 em 6:04 pm
    Permalink

    😀 heheheheeh..
    Adorei.. eu tb percebi que quando estou emocionalmente envolvida o alemão aparece!!!!
    Quando eu procuro alguém para falar em alemão (tipo correio, lojas, mercado) consigo numa boa… Mas se alguém chega falando o “Schweizer Dutsch”, afff, me dá um nervoso e acabo arranhando o inglês… :/
    Muito legal seu blog… adorei tb o post sobre a água “assassina” cheia da cálcio, detonando meus cabelos e pele… e a secura!!! que é isso???
    Os umidificadores realmente resolvem? alguma sugestão de marca???
    Bjão, obrigada!

    Resposta
    • abril 27, 2014 em 7:15 pm
      Permalink

      hahaha mesma coisa comigo Maira…quando começam a falar em Schweizer Dutsch, não tem como conversar. Eu entendo um pouco, mas nada que eu consiga manter um diálogo longo.

      Sobre os umidificadores eu só usei da marca Honey Well. Aqui em casa ajuda muito. Sem ele meu nariz seca e começa a doer. No inverno a gente passar a noite toda com ele ligado. Já que os aquecedores acabam com a umidade.
      Beijão

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *